Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O mundo felino do Riscas e do Rafael

com os seus donos de estimação

O mundo felino do Riscas e do Rafael

com os seus donos de estimação

Durante quase 5 anos, o Riscas foi o único felino da casa. Em agosto de 2017, trouxemos o Rafael de 4 meses. Não foi amizade à primeira vista, mas hoje em dia, são amigos! Aqui podem encontrar episódios vivenciados por estes dois felinos com seus donos de estimação, alimentação, cuidados e outras coisas mais!
22.Ago.19

Ir de férias e levar os gatos

Este ano coloquei uns elásticos nas transportadoras, um concelho que me deram no Clube. Antes tinha ido aqui à clínica veterinária comprar um spray calmante natural. Era mal cheiroso, mas desde que funcionasse, para nós, tudo bem!

Logo nos primeiros 10 minutos de viagem tivemos de parar porque o Rafael vomitou. Primeiro miava de forma estranha, ia de boca aberta e língua de fora, como se fosse um cão. Depois de limpar tudo, seguimos viagem por entre miados, e o Rafael volta a vomitar.

Chegados ao local que são cerca de 70 Km de viagem, tudo volta mais ou menos ao normal.

21536878_04rdL[1].jpg

Começam ambos a explorar a casa, que era a mesma do ano passado!

IMG_20190818_095720.jpg

IMG_20190818_095731.jpg

Num dos quartos havia um roupeiro alto, o Riscas ao tentar subir caiu, ficou coxo e um pouco agressivo.

Durante os primeiros dias o Riscas parecia estranhar o Rafael e andava sempre a assanhar-se.

IMG_20190818_090214.jpg

IMG_20190818_085816.jpg

Todos os dias por volta das 7h da manhã, o Rafael ia-me acordar, e, ou me levantava, ou tinha de fechar a porta do quarto para conseguir dormir mais um bocadinho.

Entretanto lá fazem as pazes!

IMG-b4ed46046b58b569bc73eeaa3b128a6d-V.jpg

Na viagem de regresso o Rafael volta a vomitar. Eu tinha lhe tirado a comida, porque me aconselharam em viagens a eles estarem 3 horas sem comer, mas o Rafael apanhou um bolinho meu em cima da bancada e comeu-o e foi isso que ele vomitou...

Desta vez só vomitou uma vez, mas ambos só faziam era miar. Entretanto lá se acalmaram e nos últimos minutos adormeceram.

Chegados à nossa casa, tudo voltou ao normal!

Conclusão: ou não vou mais de férias ou vem alguém cá a casa na nossa ausência. Mas se optar por esta ultima opção, e vivendo nós num apartamento, temo que passem a noite a miar e que isso incomode os vizinhos!

O que é estranho é que o ano passado, eles também nos acompanharam e as viagens correram relativamente, bem!

Claro que é bom desfrutar uns dias de praia, mas o bem estar deles, também é importante. Não dá para ir e vir todos os dias da praia  para casa!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.