Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O mundo felino do Riscas e do Rafael

com os seus donos de estimação

O mundo felino do Riscas e do Rafael

com os seus donos de estimação

Durante quase 5 anos, o Riscas foi o único felino da casa. Em agosto de 2017, trouxemos o Rafael de 4 meses. Não foi amizade à primeira vista, mas hoje em dia, são amigos! Aqui podem encontrar episódios vivenciados por estes dois felinos com seus donos de estimação, alimentação, cuidados e outras coisas mais!
06.Mai.21

O Riscas e o seu hábito de fazer xixi fora da caixa

Mais uma vez volto a este assunto, porque o meu gato mais velho, o Riscas,  tem tendência para fazer xixi fora da caixa.

Quando falei do problema à veterinária, ela  observou-o  ouviu-me contar os sítios e as ocasiões que ele o faz, e disse-me que seria um problema comportamental e não de saúde.

Apesar de ele nunca ter tido uma infeção urinária e de eu conhecer e saber identificar quando isso acontece porque o Rafael , já teve duas, não tenho absoluta certeza que seja só um problema comportamental.

Ainda assim, fiz a minha pesquisa por vários sites para tentar compreender e melhor poder ajudar o bichano. E, se alguém tiver alguma dica ou experiencia que possa aqui deixar, agradeço.

O Riscas, é um gatinho meigo, doce, mas também ciumento, e antes da chegada do Rafael tinha, de vez em quando, e do nada, o hábito de me atacar, fosse  nas minha pernas ou nos meus braços, talvez para pedir atenção. Com a chegada do Rafael esses episódios foram deixando de acontecer.

No entanto, veio este hábito de fazer xixi fora da caixa, que começou depois de já estarem juntos há mais de um ano.

Sendo um problema comportamental, ou seja, stresse, algumas vezes conseguimos encontrar coerência, porque houve realmente alguma mudança na nossa rotina. Isto porque, segundo as minhas pesquisas e segundo a própria veterinária são as alterações que o deixam stressado, ansioso.

  • Encontrar a fonte de stresse do gato.
  • Procurar sinais de gatos de rua á espreita do lado de fora da janela, ou fezes de pássaros  na varanda.
  • A presença de um gato estranho pode estar a ameaçar a autoridade dele. É facto que eu alimento gatos de rua.
  • Averiguar se o outro gato da casa (o Rafael) pode estar a provocar este.

Examinar o ambiente onde o bichano vive:

Algo que os humanos não costumam considerar quando o gato passa a urinar fora da caixa de areia é o barulho do exterior.Devido ao apurado sentido de audição, o gato é bastante sensível a barulhos vindos do interior ou exterior da casa.Obras na rua ou no apartamento ou na casa do lado podem colocar o gato em estresse. Talvez possa ser, porque num apartamento há sempre barulhos...

Outras observações:

  • não entrou ninguém para a família,
  • ninguém se ausentou,
  • não mudamos moveis de lugar,
  • não mudamos o lugar dos recipientes da comida ou água,
  • não mudei a marca da areia,
  • não mudei a ração.
  • Já me aconselharam a arranjar oura caixa de areia, mas eu não tenho mesmo espaço.

No entanto, a minha máquina de lavar a roupa avariou, andamos a tentar arranjar, fiquei com a cozinha cheia de água, vieram cá dois técnicos. Este entre e sai, deve de o ter deixado stressado! Mas já passaram mais de 15 dias e ele continua a fazer quase todos os dias.

Também é aconselhável manter o gato ativo. Fazer uma programação com ele  com brinquedos, mantê-lo ocupado, fazê-lo correr, brincar interagir. Com isto ele pode se sentir amado. Confesso que não tenho feito muito isso, mas vou fazer, vou brincar mais com ele.

Os donos devem de se manter positivos, por mais irritante que seja limpar o xixi e remover aquele odor horrível. No nosso caso como o Riscas tem tendência para escolher sapatos, a maioria vai parar ao lixo porque o cheiro não sai de forma alguma.  Aconselham também se  limpe a área com um produto próprio (vinagre de limpeza, por exemplo, nunca lixívia) para isso e também incentivá-lo a brincar, dormir ou até a se alimentar-se lá ,  isso ajudará o gato a associar essa área com brincadeiras ou relaxamento, em vez de ansiedade.

Também é aconselhável que se use sprays ou difusores projetados para acalmar os gatos . É uma hipótese que não descarto.

Também não é aconselhável ter a caixa da areia perto da comida, nesse caso, estou descansada.

Estudos internacionais mostram que as principais justificativas para o abandono dos felinos são:

Problemas na interação com outros animais, agressão contra pessoas, comportamento destrutivo, mas o grande campeão é o xixi no sítio errado.

Mas, essa opção para mim, para nós, está fora de questão, nunca o abandonaria, o que eu quero é ajudá-lo é resolver o problema dele, porque acredito que ele sofra, acredito que ele não esteja feliz com a situação. Além de  querer manter a minha casa limpa e sem este cheiro, quero acima de tudo, que ele se sinta bem, feliz equilibrado, amado!

IMG_20210223_083752_265.jpg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.